1-21 Conceitos básicos

DIMENSÕES EM MICROSCOPIA DE LUZ – 1
O objetivo das duas páginas deste tópico é oferecer uma compreensão sobre as dimensões das estruturas observadas em um microscópio de luz.

Para um exame microscópico de um tecido ou órgão animal geralmente recolhemos pequenos fragmentos representativos do tecido ou órgão. Em um laboratório estes fragmentos serão submetidos a uma série de procedimentos ao fim dos quais será produzido um corte de alguns milímetros quadrados de área. Veja na figura que, na maioria dos casos, estamos observando uma fração muito pequena de um órgão.

Quando se observam imagens diretamente ao microscópio ou imagens impressas ou imagens na tela de um monitor, é difícil para alguém não experiente avaliar em que aumento estão sendo visualizadas as estruturas do preparado.

A unidade de medida usada para as dimensões de objetos vistos em microscopia de luz é o micrômetro. Sua abreviatura é µm. 1.000 µm cabem em 1 mm e 1.000 mm cabem em 1 m. Um micrômetro corresponde, portanto, a um milésimo de um milímetro e a um milionésimo de um metro.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE