8-7 Tecido muscular

TECIDO MUSCULAR ESTRIADO CARDÍACO – 1
Ao contrário das fibras musculares esqueléticas, as fibras musculares estriadas cardíacas têm forma de curtos cilindros cujas extremidades são relativamente achatadas e perpendiculares ao eixo da fibra.
Quando vistas em cortes longitudinais seu citoplasma mostra estriação transversal (bandas) semelhante à do músculo esquelético, porém a estriação nem sempre é tão facilmente observável como no músculo esquelético.
Cada fibra tem um ou eventualmente dois núcleos situados no centro da fibra, ao contrário das células musculares esqueléticas cujo núcleo é periférico. A posição dos núcleos pode ser vista melhor em cortes transversais das fibras.
Uma estrutura característica das fibras musculares cardíacas é a existência de bandas escuras transversais às células. São mais espessas e mais fortemente coradas que as bandas da estriação regular. São complexos juncionais situados nas membranas celulares e que indicam os limites das fibras. São constituídas de junções de adesão e junções comunicantes. São denominados discos intercalares. Infelizmente não são facilmente observados em cortes corados por hematoxilina e eosina, mas são bastante visíveis por alguns outros corantes.
No coração, as fibras se organizam em feixes de diferentes direções. Na figura inferior há feixes de fibras musculares cardíacas seccionadas longitudinalmente.
Observe os núcleos – em forma de charutos – e situados no centro das células.


Corte longitudinal


Corte transversal

Músculo cardíaco. Coloração: HE. Aumento: pequeno.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE