4-8 Tecido conjuntivo

MATERIAL ELÁSTICO NA AORTA
Um local que contém grande quantidade de material elástico é a parede da aorta e a parede do início de seus ramos mais importantes.
Um corte transversal da aorta mostra em sua túnica média uma grande quantidade de linhas de material que se cora positivamente para fibras elásticas. Estas linhas são paralelas e concêntricas em relação à luz da aorta. Uma análise tridimensional mostrou que estas linhas são na realidade placas de material elástico. Não são, portanto, fibras, mas a sua constituição é semelhante à das fibras já vistas anteriormente.
As figuras mostram regiões da parede da aorta em três diferentes aumentos. Observe as placas de material elástico.

A importância desta grande quantidade de placas é a seguinte:
– após a sístole (contração) o coração lança um certo volume de sangue na aorta;
– neste momento a parede da aorta se dilata;
– após a passagem do sangue a parede volta a seu calibre anterior graças ao material elástico de suas paredes, até que ocorra a próxima sístole.
Com isto, após cada sístole há um certo aumento da pressão arterial (pressão sistólica) que logo depois volta para um nível inferior (pressão diastólica).

Veja o que aconteceria se a parede da aorta não passasse por este ciclo de ceder, dilatar e voltar ao calibre anterior:
– o fluxo do sangue se comportaria como se estivesse no interior de um tubo de paredes rígidas, como por exemplo um tubo de plástico que conduz água. A pressão na aorta subiria muito após a sístole e cairia muito durante a diástole.
– no restante das artérias e capilares o sangue avançaria aos saltos de sístole em sístole, em vez de manter o fluxo contínuo proporcionado pela elasticidade da parede da aorta.

Aorta. Coloração: Weigert. Aumento: Visão panorâmica, médio, grande.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE