4-7 Tecido conjuntivo

FIBRAS ELÁSTICAS
Há muitas fibras elásticas em locais do organismo sujeitos a movimentação. O mesentério é um deles, pois ele acompanha o movimento das alças intestinais. Esta página oferece dois outros exemplos significativos.

O pulmão sofre distensão a cada movimento de inspiração e retorna a seu tamanho original após a expiração. Este retorno se deve em grande parte à grande riqueza de fibras elásticas no pulmão. As fibras elásticas são estiradas na inspiração e voltam a sua forma durante a expiração.

A imagem superior é de um pulmão. Podem ser observadas fibras elásticas nas paredes de um bronquíolo e dos alvéolos pulmonares. São as delgadas fibras mais coradas.

A imagem inferior é de uma traqueia que, como o pulmão e os outros dutos extrapulmonares, possui muitas fibras elásticas. São a fibras de coloração mais acentuada.

Pulmão. Coloração: Weigert. Aumento: médio.

Traqueia. Coloração: Weigert. Aumento: médio.

Tablets e telefones celulares:
Clique sobre a figura para acessar outra imagem. Clique fora da figura para voltar à primeira imagem.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE