4-31 Tecido conjuntivo

TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO FROUXO – 1
O tecido conjuntivo propriamente dito frouxo se caracteriza por apresentar:
Muitas células residentes e transientes de diversos tipos, predominando os fibroblastos
Matriz extracelular – relativamente pequena quantidade de fibras colágenas delgadas e matriz extracelular fundamental (não-fibrilar)

Por não possuir grande quantidade de colágeno o tecido conjuntivo frouxo não resiste a pressões mecânicas e trações intensas. Por outro lado, apresenta grande flexibilidade. É encontrado em muitos locais do organismo, sendo as suas funções principalmente o suporte de epitélios de revestimento e glandulares e a condução de vasos e nervos. Nestes locais, permite a movimentação restrita de epitélios, de modo que estes possam se movimentar sem sofrer rupturas. Além disso, permite com relativa facilidade a difusão de líquidos e gases entre os vasos sanguíneos e as células epiteliais.

A imagem é do tecido conjuntivo frouxo que preenche as vilosidades do intestino delgado. Estas se movimentam continuamente durante as contrações intestinais. Este tecido conjuntivo frouxo suporta o epitélio das vilosidades, responsável por grande parte da absorção de nutrientes do lúmen intestinal.
Observe o epitélio intestinal do tipo simples colunar e o tecido conjuntivo frouxo formado por muitas células e no qual quase não se observam fibras de colágeno.

Vilosidade intestinal – corte transversal. Coloração: HE. Aumento: médio.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE