4-21 Tecido conjuntivo

CÉLULAS RESIDENTES DO TECIDO CONJUNTIVO – CÉLULAS GIGANTES
As células gigantes de corpo estranho são formadas pela fusão de macrófagos e ocorrem em alguns tipos de reação inflamatória, principalmente nos granulomas.
Como resultado da fusão resultam células muito grandes e multinucleadas, às vezes com centenas de núcleos.
As células gigantes envolvem substâncias de difícil digestão, como por exemplo fibras de celulose, partículas minerais e grupos de certas bactérias, como o bacilo da tuberculose.
A figura mostra um granuloma provocado na pele de um animal de laboratório após a colocação de um fio de algodão – este é composto por fibras de celulose. Em consequência formou-se um granuloma com grande número de células gigantes, multinucleadas, envolvendo as fibras. Estas aparecem claras, por que não se coram por HE.
Na figura superior: citoplasma das células gigantes ressaltados em verde e núcleos em cor laranja.
Na figura inferior: citoplasma das células gigantes ressaltados em laranja e núcleos em cor azul. Uma fibra de algodão envolvida pela célula gigante está ressaltada em amarelo.

Derme. Coloração: hematoxilina e eosina. Aumento: médio.

Derme. Coloração: hematoxilina e eosina. Aumento: médio.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE