3-7 Tecido epitelial glandular

TÚBULO MUCOSO – 1
Túbulo mucoso é a denominação de um tipo particular de glândula tubulosa muito comum no organismo. Existe em vários locais do tubo digestivo (mucosa bucal, glândulas salivares, esôfago), aparelho respiratório e em outros sistemas.
Estas glândulas podem estar isoladas e esparsas (por exemplo, no tecido conjuntivo da língua e das paredes das bochechas e lábios) ou em grandes aglomerados constituindo volumosas estruturas anatômicas (por exemplo, as glândulas salivares sublinguais).
A secreção destas glândulas é constituída principalmente por muco, um material rico em um grupo de glicoproteínas denominadas mucinas, de consistência levemente viscosa.
A porção secretora dos túbulos mucosos tem a forma de um túbulo, cujo comprimento pode ser bastante variável, assim como a sua forma que pode ser desde quase retilínea até bastante contorcida e ramificada.
A figura representa um esquema de túbulo mucoso bastante simples, curto e retilíneo. Sua porção secretora (à esquerda) é mais volumosa que a porção condutora (seu duto excretor), à direita. O lúmen da porção secretora costuma ser amplo.
As células secretoras são prismáticas ou piramidais, seu citoplasma é levemente basófilo e parece ser vacuolizado. Na verdade, este aspecto se deve ao fato de que a secreção mucosa se cora mal por hematoxilina e eosina.
Os núcleos destas células são bastante característicos. São alongados, têm cromatina condensada e estão na porção basal da célula, geralmente paralelos à lâmina basal.

Tablets e telefones celulares:
Clique sobre a figura para acessar outra imagem. Clique fora da figura para voltar à primeira imagem.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE