3-5 Tecido epitelial glandular

CLASSIFICAÇÃO DAS GLÂNDULAS EXÓCRINAS – 2
O segundo critério de classificação das glândulas exócrinas diz respeito à forma da porção secretora.

A e B – se a unidade secretora tem forma de túbulo a glândula é denominada tubulosa.

C- a mesma denominação é usada mesmo que a glândula não tenha duto excretor, isto é, o próprio túbulo secreta e conduz a secreção para o exterior da glândula.

D- glândula tubulosa simples ramificada (um só duto com a unidade secretora tubulosa ramificada).

E- glândula tubulosa composta (porções secretoras tubulosas e duto ramificado).

F- glândula tubulosa enovelada (é o caso da glândula sudorípara, já mostrada como exemplo de um túbulo seccionado várias vezes – veja em glândula sudorípara.

G- se a unidade secretora é esférica ou ovalada, se trata de uma glândula acinosa também chamada de alveolar.

H- glândula acinosa composta – com duto ramificado.

I- glândula mista túbulo-acinosa – algumas porções secretoras são ácinos e outras são túbulos.

Mais adiante veremos que alguns tipos de glândulas são classificados também de acordo com a morfologia e função de suas células.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE