12-12 Órgãos linfoides

LINFONODO – 6
Região cortical
Observe novamente a cortical superficial e a paracortical ou cortical profunda. O limite entre ambas foi desenhado somente para fins didáticos.
Note que na região cortical há dois folículos linfoides e parte de um terceiro. Todos possuem uma região mais clara no seu centro, denominada centro germinativo.

Região medular
Esta região apresenta dois componentes chamados cordões medulares e seios medulares.
Cordões medulares
São as estruturas mais coradas da região medular, de aspecto filamentoso, alongado.
São mais coradas por que possuem grande concentração de células, principalmente linfócitos, cujos núcleos se coram fortemente pela hematoxilina. Plasmócitos são também frequentemente observados no interior dos cordões.
Todas estas células estão organizadas formando cordões celulares. Os cordões têm formatos irregulares e se ramificam ou se fundem com cordões vizinhos.
Note que os cordões são expansões da superfície interna da região paracortical, de onde parecem “nascer”, dirigindo-se em direção da superfície côncava ou mais achatada do linfonodo.
Seios medulares
Os seios medulares são espaços em forma de túneis situados entre os cordões medulares. Nos seios medulares a concentração de células é menor que nos cordões medulares. Por esta razão são menos corados.
A população celular nos seios medulares é representada principalmente por linfócitos, macrófagos e por células reticulares, além de proporções menores de outros tipos celulares, principalmente migratórios.
Pelo fato de serem locais com menor concentração de células, os seios medulares são locais preferenciais para o fluxo de linfa no interior do linfonodo (outras informações sobre isso mais adiante).

Linfonodo. Coloração: HE. Aumento pequeno.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE