11-4 Sistema circulatório

COMO DISTINGUIR ARTÉRIAS E VEIAS?

Ambos tipos de vasos são formados pelas três túnicas que já foram mencionadas. Artérias e veias apresentam diferenças marcantes e de modo geral não é muito difícil diferenciar estes vasos um do outro. É necessário examiná-los com atenção e usar principalmente os seguintes critérios:

1- o calibre (diâmetro externo) dos vasos e a espessura relativa de suas paredes.
Quando se observa ao microscópio cortes transversais de um par formado por artéria e veia, é fácil comparar seus calibres e as espessuras das paredes:
– a artéria tem parede mais espessa, seu diâmetro externo é menor e a luz é mais estreita.
– a veia tem parede mais delgada, seu diâmetro externo é maior e sua luz é mais ampla.

2- a espessura relativa das túnicas.
– na maioria dos casos as artérias têm a túnica média mais espessa que a sua túnica adventícia.
– na maioria dos casos as veias têm a túnica adventícia mais espessa que a sua túnica média.

Outros critérios que auxiliam a diferenciação:
– as artérias têm uma lâmina elástica interna durante quase todo o seu trajeto, o que não existe nas veias.
– os vasa vasorum existem em maior quantidade nas veias que nas artérias. Nas veias mais calibrosas estes vasos existem na túnica adventícia e também na túnica média. Nas artérias estão presentes principalmente na túnica adventícia.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE