11-14 Sistema circulatório

MICROCIRCULAÇÃO – 1

Os vasos arteriais de pequeno calibre se ramificam em arteríolas, importantes componentes para o controle de distribuição do sangue e de controle e regulação da pressão arterial. O segmento dos vasos sanguíneos que compreende as arteríolas, os capilares sanguíneos e as vênulas constitui a chamada microcirculação. Estas últimas representam o segmento inicial da circulação venosa.

Arteríolas
Além de serem mais delgadas que as artérias de pequeno calibre, as arteríolas possuem várias características peculiares que permitem distingui-las das artérias.
As principais características histológicas das arteríolas residem em sua túnica média:
1 – formada por 3 – 4 camadas de fibras musculares lisas;
2 – proporcionalmente muito espessa em relação ao diâmetro externo do vaso e ao diâmetro do seu lúmen.
Nas artérias, por outro lado, a camada média é proporcionalmente mais delgada, quando comparada com o calibre externo e diâmetro do lúmen.

A túnica íntima das arteríolas é delgada e formada por uma camada de células endoteliais. A adventícia é muito delgada ou inexistente.

Capilares sanguíneos
A progressiva simplificação das túnicas à medida que as artérias se ramificam, chega ao máximo nos capilares.
Os capilares são os vasos menos calibrosos do sistema circulatório sanguíneo. São formados por uma camada de células endoteliais apoiadas sobre uma lâmina basal. Seus diâmetros dependem da proximidade maior ou menor da arteríola de onde se originaram. O diâmetro do lúmen dos capilares mais delgados corresponde aproximadamente ao diâmetro de uma hemácia (7 μm).
Quanto à presença de fenestrações em sua parede, os capilares sanguíneos são classificados em contínuos ou fenestrados, características que não podem ser distinguidas em cortes. Uma terceira categoria de capilares sanguíneos são os capilares sinusoides. São vasos de diâmetro muito maior que os capilares comuns e de trajeto irregular, presentes em alguns órgãos, como p. ex. fígado, baço e medula óssea hematogênica.

Com certa frequência se observa em cortes histológicos que os capilares sanguíneos são parcialmente envolvidos por células denominadas células adventiciais de capilares ou pericitos.

Vênulas
A parede das vênulas é muito delgada e o lúmen bastante amplo. As primeiras vênulas (que se seguem aos capilares, também denominadas vênulas pós-capilares) são formadas apenas por uma túnica íntima composta de células endoteliais apoiadas sobre uma lâmina basal. Em vênulas mais calibrosas começa a ser observada uma túnica média. O perfil das vênulas e do seu lúmen é frequentemente mais irregular que o das arteríolas com quem formam pares.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE