1-12 Conceitos básicos

INTERPRETAÇÃO DE CORTES
A imagem n.1 mostra a maneira “tradicional” de cortar um tomate – em cortes transversais ao cabo do tomate.
Outras maneiras de corte também fornecem imagens facilmente identificáveis? Quem conhece bem um tomate poderá imaginar como as outras fatias foram cortadas.

A imagem de n. 2 é de uma fatia seccionada longitudinalmente.

A imagem de n. 3 é de um corte oblíquo feito na superfície do tomate.

Com as células, tecidos e órgãos ocorre o mesmo. Muitos órgãos tiveram que ser submetidos a inúmeros cortes e em várias posições, para se deduzir a sua organização.
Para facilitar o entendimento de cortes histológicos, nos próximos quadros iremos analisar de que maneira algumas estruturas tri-dimensionais são vistas quando seccionadas e observadas em um microscópio de luz.

Erros? Texto pouco claro? Sugestões? Comunique-se com os autores:

Histologia Geral e dos Sistemas: mol@icb.usp.br

Histologia Oral: vfreitas3d@gmail.com.

NAVEGAÇÃO NO MOL:

ACESSAR PÁGINA ANTERIOR

ACESSAR PÁGINA SEGUINTE